Adolescência, mídia e drogas: O condicionamento do humano através de mecanismos midiáticos

Dias
Horas
Minutos
Segundos

R$32,00
R$25,60

Neste livro o autor analisou obras de Paulo Freire e Michel Henry e como estes poderiam auxiliar na elaboração de intervenções com crianças e adolescentes nas comunidades cristãs para que alcancem uma análise crítica que gere um conhecimento não condicionado a uma forma ideologizada pelo mercado, o qual busca glamorizar as substâncias psicoativas, objetivando o maior número de consumidores.

Limpar

  • Editora: Brazil Publishing
  • Idioma: Português
  • Ano: 2021
  • Tamanho: 14x21 cm
  • Páginas: 96
  • ISBN: 978-65-5861-481-4
  • eISBN: 978-65-5861-468-5
  • DOI: 10.31012/978-65-5861-468-5

Informação adicional

Peso 239 g
Dimensões 210 × 140 × 7 mm
Tipo do Livro:

E-book, Livro Físico

Autor(es):

Organizador(es):

Descrição

Este livro apresenta a influência exercida pela mídia sobre crianças e adolescentes em relação à experimentação precoce de substâncias psicoativas e a intervenção pedagógico-teológica como estratégia preventiva. A influência sobre o ser humano por meio de mecanismos midiáticos que o condicionam a ação esperada pelo condicionante tem sido estudada há muito tempo por diversos autores, como Aldous Huxley, com seu livro “Admirável Mundo Novo”, que já abordava a condicionalidade do humano desde a década de 30. Nas décadas posteriores, outros teóricos como Edgar Morin e Guy Debord analisaram como o ser humano é condicionado por meio da cultura de massa e da sociedade do espetáculo. A realidade apresentada em relação ao condicionamento da criança e do adolescente a partir dos meios midiáticos impulsionou o autor a buscar formas preventivas com relação à condicionalidade do ser humano pela mídia. Para isso, analisou teóricos como Paulo Freire e Michel Henry e suas descobertas sobre a mediação do conhecimento e a análise das palavras de Cristo e de como elas podem contribuir na elaboração de intervenções pedagógico-teológicas.