Cinema e Memória em Cataguases: de Humberto Mauro ao Polo Audiovisual

Dias
Horas
Minutos
Segundos

Gratuito

Este livro apresenta articulação de elementos empíricos e teóricos na compreensão de experiências relacionais e intergeracionais de construção de conhecimentos, tendo como referência a tradição de estudos que analisam os vínculos entre Cinema e Educação.

Limpar

  • Editora: Brazil Publishing
  • Idioma: Português
  • Ano: 2020
  • Tamanho: 16x23 cm
  • Páginas: 204
  • ISBN: 978-65-5861-308-4
  • eISBN: 978-65-5861-307-7
  • DOI: 10.31012/978-65-5861-307-7

Autor(es):

Organizador(es):

Descrição

Andrea Toledo apresenta, neste livro de escrita fluída e envolvente, o resultado de sua pesquisa realizada para o doutoramento em Educação pela PUC-Rio, entre 2018 e 2020.

Interessada nas relações entre cinema e educação analisa trajetórias, práticas e processos de formação para e pelo cinema, em Cataguases-MG, cidade que traz em sua história a presença marcante de Humberto Mauro, desde o Ciclo de Cinema nos anos 1920 até a ressignificação de sua memória no projeto de implantação do Polo Audiovisual da Zona da Mata de Minas Gerais, no início dos anos 2000.

Para compreender as condições que possibilitaram o surgimento do Polo Audiovisual, iniciado em 2002, com a inauguração do Centro Cultural Humberto Mauro, a autora esmiúça as relações entre cinema e cidade buscando inícios e vestígios da sétima arte na história e na memória social de Cataguases.

Faz isto considerando que a experiência humana é marcada pelos processos de aprendizado realizados entre os indivíduos mediante acúmulos, trocas, disputas de sentidos e negociações, que possibilitam a constituição de redes de relações entre gerações, viabilizando continuidades, descontinuidades e ressignificações nos fluxos da vida.

Entre as continuidades encontradas pela pesquisadora destacam-se as relações entre cinema e educação, que para além da importante referência na atuação de Mauro no Instituto Nacional do Cinema Educativo (Ince) entre 1936 e 1964, toma analiticamente projetos desenvolvidos pelo Polo Audiovisual no âmbito da formação, em aproximações com as escolas, com os professores e alunos, especialmente na estruturação de uma rede de cineclubes em 12 cidades da zona da mata mineira.

 

Milene Gusmão