Formação de Professores para Educação Profissional: normatizações, metodologias e práticas

Dias
Horas
Minutos
Segundos

R$12,75R$25,50

Destina-se aos que se interessam em melhor compreender a educação profissional e tecnológica (EPT), sobretudo considerando a resolução CNE/CP nº 02/2019, que define as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação Inicial de Professores para a Educação Básica. Além disso, discute metodologias de ensino e descreve relatos de experiências com atividades pedagógicas realizadas com professores da EPT.

Limpar

  • Editora: Brazil Publishing
  • Idioma: Português
  • Ano: 2020
  • Tamanho: 14x21 cm
  • Páginas: 116
  • ISBN: 978-65-5861-159-2
  • eISBN: 978-65-5861-160-8
  • DOI: 10.31012/978-65-5861-160-8

Autor(es):

Organizador(es):

Descrição

A formação de professores para a Educação Profissional e Tecnológica, tem se realizado por meio de programas de governo desenvolvidos de forma aligeirada, fragmentada e descontínua. Não obstante, com a publicação da lei nº 13.415/2017, e a indução do notório saber, a tendência é se consolidar a precariedade de políticas de formação docente para a EPT. Considerando a recorrente e histórica lacuna de políticas efetivas de obrigatoriedade de formação em Cursos de Licenciatura ou complementação pedagógica para o exercício da profissão professor, tem-se nesta obra, a finalidade de problematizar as normatizações para essa modalidade de ensino. Além disso, a experiência da autora em formação em desenvolvimento de professores da EPT, substanciou o debate sobre as metodologias de ensino-aprendizagem e proporcionou os relatos de experiências que poderão ser apreciados pelos que se interessam em aprofundar os conhecimentos nessa área. Após a discussão dos aspectos normativos, embarca-se na estação da educação e suas nuances. A primeira parada é na estação das neurociências aplicadas a educação, em que os passageiros poderão fazer uma rápida visita a aspectos cognitivos importantes para a compreensão de como o jovem aprende. O maquinista apita anunciando a partida e logo se chega na estação das metodologias ativas de aprendizagem (MAA). Embora não seja o final da viagem, os passageiros desistem de continuar porque nessa estação o tour é prolongado e interessante, exigindo assim, mais tempo e dedicação dos turistas. O guia anuncia que a visita guiada iniciará pelos aspectos teóricos conceituais das MAA e encerrará com os relatos de experiências que colaboram com a interação teoria e prática.