PortugueseEnglishSpanishFrench

Igreja Católica e Comunicação na Sociedade Mediatizada: formação e competência

R$35,00

Desde que a Igreja Católica assumiu o poder, com a queda do Império Romano Ocidental, assumiu um papel de referência na sociedade. Nesse processo a Igreja foi gestando uma proposta de comunicação, marcada pela progressiva formação, tendo como eixos fundamentais o pensamento e a prática voltada para a solidariedade e a justiça social.

Limpar

informações adicionais

Autor(es) Relacionado(s):

Fábio Gleiser Vieira da Silva, Clóvis Ecco

Organizador(es):

EDITORA

Brazil Publishing

LINGUAGEM

Português

ANO

2020

PÁGINAS

156

TAMANHO

14x21cm

ISBN - LIVRO DIGITAL

978-65-5861-602-3

DOI

10.31012/ 978-65-5861-602-3

Descrição

Comunicar é preciso e é de comunicação que é feito o sentimento que vincula o homem a Deus e ao mundo do sagrado. Desde o silêncio da meditação até o clamor da prece, é comunicação que o ser humano busca para conviver e sobreviver diante do enigma imenso, o mysterium tremendum de Rudolf Otto. Tornadas mais complexas, as sociedades articularam instituições e, juntamente com o Estado, é o templo a mais antiga delas. E o que são templos, senão instituições de comunicação? Em todas as sociedades que erigiram casas de adoração, a característica comum sempre foi a de que tudo nesses lugares sagrados comunica. Inclusive e sobretudo as sessões que ali se realizam, atos rituais específicos de comunicação com o mundo da divindade. Nesse sentido, uma liturgia é um meio de comunicação.