Implantação do aterro sanitário no município de Marituba-PA e os efeitos sobre as comunidades do entorno

Dias
Horas
Minutos
Segundos

A partir de R$20,00

Este livro permitirá ao leitor uma reflexão acerca da necessidade da intercessão de instrumentos da política ambiental e urbana para a toma de decisão considerando as dimensões sociais e ambientais a fim de minimizar e/ou cessar problemas socioambientais gerados pela implantação e operação de empreendimentos de médios e grande porte.

Limpar

  • Editora: Brazil Publishing
  • Idioma: Português
  • Ano: 2020
  • Tamanho: 16x23 cm
  • Páginas: 142
  • ISBN: 978-65-5861-156-1
  • eISBN: 978-65-5861-153-0
  • DOI: 10.31012/978-65-5861-153-0

Informação adicional

Peso 236 g
Dimensões 160 × 230 × 8 mm
Tipo do Livro:

E-book, Livro Físico

Autor(es):

Organizador(es):

Descrição

Os problemas sociais decorrentes da implantação de pequenos médios e grandes empreendimentos inserem-se no campo dos estudos que analisam a relação entre a ação desequilibrada do homem e a questão ambiental, sendo que esse debate tem se ampliado nas últimas décadas em decorrência de grandes impactos que o meio ambiente vem sofrendo, tanto no ambiente natural quanto o construído, reflexo das ações predatórias do homem, que por sua vez, resultam do estilo de vida e consumo das sociedades modernas.

No cenário brasileiro, entre as vertentes da discussão sobre a questão ambiental destacamos os impactos ambientais derivado do descarte inadequado de Resíduos Sólidos Urbanos – RSU, bem como do seu manejo, destinação e tratamento, pois, apesar de existir uma legislação orientadora das ações referentes aos resíduos sólidos urbanos desde o ano de 2010, essa questão ainda é um desafio para diversos municípios brasileiros, em razão de não ter sido adotado, até o presente momento, um formato de gestão e gerenciamento que se comprometa a reduzir a produção de lixo e minimizar os reflexos negativos que esse tipo de atividade poluidora vem gerando às populações.

A Região Metropolitana de Belém – RMB vem buscando possibilidades para solucionar esse problema apesar de ter havido a substituição do antigo lixão do Aurá pelo aterro sanitário em Marituba, este último, em decorrência das irregularidades constatadas vem gerando impactos ao meio ambiente o que nos indica que possivelmente esses reflexos estejam se estendendo à população do referido município, principalmente riscos à saúde dos moradores do entorno do empreendimento.

Igor Charles Castor Alves

Doutor em Geologia e Geoquímica (UFPA)