Índice de capacidade humana e social do desenvolvimento

R$84,00

Acadêmicos e gestores, o livro “Índice de Capacidade Humana e Social do Desenvolvimento” apresenta novos caminhos para o desenvolvimento local e responde ao problema: “Do ponto de vista humano e social, quais os aspectos que devem ser considerados para compreender por que alguns lugares e regiões desenvolvem e outros não?”

  • Editora: Brazil Publishing
  • Idioma: Português
  • Ano: 2019
  • Tamanho: 16x23 cm
  • Páginas: 318
  • ISBN: 978-65-5016-087-6
  • eISBN: 978-65-5016-088-3
  • DOI: 10.31012/978-65-5016-088-3

Autor(es):

Organizador(es):

Descrição

Esta obra analisa o porquê determinados locais de um país, estado ou região, conseguem resultados diferentes de outros em termos de desenvolvimento. Desenvolvimento local é um processo de mudança socioestrutural, caracterizado pelo caráter endógeno relacionado aos potenciais humanos e sociais existentes nestes territórios. A partir dessa premissa, para caracterizar e compreender o modo como estes desenvolvimentos se diferenciam, encontrar novos caminhos para o desenvolvimento e responder ao problema: “Do ponto de vista humano e social, quais os aspectos que devem ser considerados para compreender por que alguns lugares e regiões desenvolvem e outros não?”, optou-se pela “Análise da Influência da Capacidade Humana e Social no Desenvolvimento”. Determinou-se o método de mensuração para a criação do “Índice de Capacidade Humana e Social do Desenvolvimento Local e Regional”, no qual quantitativamente se baseou nas vertentes teóricas sobre confiança, liderança, empreendedorismo e educação. Do ponto de vista qualitativo, as teorias analisaram o desenvolvimento endógeno, capital social, capital humano, aspectos locacionais e outras que compõe o índice; realizou-se a análise comparativa pesquisando in loco, para comprovação da possibilidade de uso científico do índice nos municípios de Caxias do Sul, Feliz e São Nicolau; fez-se cruzamento dos dados quantitativos obtidos com os dados qualitativos dos municípios. Os resultados evidenciam que o estudo pode ser usado como método científico para análise da capacidade humana e social do desenvolvimento local e regional. A partir de uma visão endógena, recomenda a aposta no aumento dos índices de confiança, liderança, empreendedorismo e educação para um desenvolvimento de melhor qualidade.