(Lançamento) Malleus: Relatos de injustiça, tortura e erro judiciário

Dias
Horas
Minutos
Segundos

R$52,00

“Na manhã do dia 2 de julho de 1992, por volta das 7h30 da manhã, nossa casa foi fortemente cercada e invadida por policiais”. Assim começam os relatos das duas mulheres que tiveram suas vidas roubadas após serem injustamente acusadas de cometer os crimes de sequestro e assassinato do menino Evandro Ramos Caetano. Neste livro, elas contam pela primeira vez sua história completa, partindo das torturas que se sucederam nesse 2 de julho – torturas sofridas para que confessassem um crime que não cometeram –, até os dias vivenciados na Penitenciária Feminina do Estado do Paraná, os sofrimentos da família e a luta pela tão esperada absolvição.

Limpar
ISBN 978-65-5861-460-9 Categoria Tag

  • Editora: Brazil Publishing
  • Idioma: Português
  • Ano: 2021
  • Tamanho: 14x21 cm
  • Páginas: 262
  • ISBN: 978-65-5861-460-9
  • eISBN: 978-65-5861-459-3
  • DOI: 10.31012/978-65-5861-459-3

Informação adicional

Peso 451 g
Dimensões 140 × 210 × 12 mm
Tipo do Livro:

Livro Físico

Autor(es):

Organizador(es):

Descrição

Se você nasceu no Paraná na década de 1990, provavelmente cresceu ouvindo histórias sobre as Bruxas de Guaratuba. Celina e Beatriz Abagge foram presas em julho de 1992, acusadas de sacrificarem um menino de apenas 7 anos de idade durante um ritual de bruxaria, e permaneceram presas por mais de 6 anos. Em 1998, o caso resultou no júri mais longo da história do judiciário brasileiro.

Mas, e se te contarmos que de bruxas elas não têm nada? Que, apesar de terem confessado o crime, Celina e Beatriz foram absolvidas depois de julgadas por exaustivos 34 dias?

Desde 2018, esses nomes voltaram à boca do povo por conta do sucesso do podcast “O Caso Evandro” – produzido e narrado pelo jornalista Ivan Mizanzuk, que prefaciou esta obra –, e a acusação e a prisão das Abagge voltaram a ser debatidas. Neste livro, você vai descobrir os detalhes da história, contados pelas próprias “bruxas”.