Marabaixo, dança afrodescendente: Significando a Identidade Étnica do Negro Amapaense

R$78,00

Este livro surpreende pela densidade e variedade de campos de informação nele reunidos. Assim, a Dança, o bairro e a cidade, a cultura, a memória, a história e a educação, todos deixam de ser conceitos apenas teóricos para se tornarem o símbolo complexo e representativo da experiência humana. Depois de ter lido este livro nós nos sentiremos presentes no Bairro do Laguinho dançando e vivendo o Marabaixo.

Limpar

  • Editora: Brazil Publishing
  • Idioma: Português
  • Ano: 2020
  • Tamanho: 30x23 cm
  • Páginas: 176
  • ISBN: 978-65-50163-78-5
  • eISBN: 978-65-50163-79-2
  • DOI: 10.31012/978-65-50163-79-2

Autor(es):

Organizador(es):

Descrição

A autora nos encaminha para a construção de caminhos alternativos de fortalecimento da luta antirracista e reconstrói parte importante da história da população negra no Estado do Amapá. A dança do Marabaixo, tal como nos é apresentada nesta obra, nos possibilita reafirmar os laços com a ancestralidade; uma prática cultural vivenciada pelos moradores do Bairro do Laguinho que atua como momento de agradecimento, de celebração, fundamental no fortalecimento físico e espiritual, pois (re) estabelece os elos com a história de resistência do povo negro.

O Estado do Amapá é herdeiro de um grande legado histórico, tecnológico, artístico, cultural, filosófico que expressa a relação passada e presente com o continente africano. O Laguinho é território negro, de preservação de memória, espaço de resistência, de ressignificação com a nossa história, de convivência intergeracional, onde a educação ganha um caráter comunitário.

Cicera Nunes
Professora do Departamento de Educação da Universidade Regional do Cariri – URCA