Meu Pai mochileiro: Uma aventura pelo Sudeste e Nordeste de 1969

Dias
Horas
Minutos
Segundos

A partir de R$20,00

Limpar
ISBN 978-65-5861-214-8 Categoria Tags , , ,

  • Editora: Brazil Publishing
  • Idioma: Português
  • Ano: 2020
  • Tamanho: 14x21 cm
  • Páginas: 176
  • ISBN: 978-65-5861-214-8
  • eISBN: 978-65-5861-212-4
  • DOI: 10.31012/978-65-5861-212-4

Informação adicional

Peso 240 g
Dimensões 140 × 210 × 11 mm
Tipo do Livro:

E-book, Livro Físico

Autor(es):

Organizador(es):

Descrição

Cresci ouvindo meu pai contar essas histórias. Ouvia sobre a briga de dois sujeitos quando da notícia do homem pisar na lua em pleno regime militar de 1969. Ouvia sobre meu pai já ter estado preso (ou quase!) por engano, sobre o Vapor Benjamin Guimarães e a maravilhosa viagem por este rio. De vez em quando, meu pai tirava do maleiro do quarto as fotos que retratavam toda essa aventura. Enquanto criança, na minha imaginação, aquilo eram histórias de um passado muito remoto e eu não entendia muito bem o que elas significavam.

 

O tempo passou, eu cresci, comecei a amar viagens. E aí, no linguajar dos viajantes, finalmente entendi o que meu pai foi: um mochileiro! E do tipo mais raiz possível! Já adulta, a cada vez que as histórias eram recontadas à mesa do almoço, elas começavam a ter um sentido mais importante pra mim, mais precioso. Cada visitante que tinha (e ainda tem) o prazer de almoçar a comida da minha mãe ganhava de brinde uma história do meu pai. Entendi então o quanto essas histórias eram preciosas e o quanto elas não poderiam ser perdidas. Ele ainda adora contá-las.

Primeiro sugeri ao meu pai que as escrevesse para meu blog de viagens. Mas a internet se esquece das coisas e essas histórias são além de divertidas, preciosas. Contam sobre um Brasil do interior, sobre a realidade da pobreza e sobre a solidariedade no sofrimento. São tesouros que mereciam ser contados de forma mais permanente.

 

Assim nasceu a ideia desse livro. Juntando os relatos e fotografias do meu pai e as muitas revisões que fizemos – meu irmão Renato, o pessoal da editora e eu. Espero que a leitura seja tão divertida e agradável para você quanto elas têm sido para minha família ao longo desses anos.

 

Boa leitura!