O enfrentamento da doença e da morte: As diferentes faces de Jesus como recurso terapêutico

Dias
Horas
Minutos
Segundos

A partir de R$20,00

Apresenta uma análise de diferentes rostos de Cristo expostos em igrejas e a sua relação com situações históricas, o processo saúde-doença e o enfrentamento da morte e do morrer. Se propõe a contribuir com reflexões para as pessoas que enfrentam o adoecimento e a morte, bem como para os profissionais e familiares que delas cuidam.

Limpar

  • Editora: Brazil Publishing
  • Idioma: Português
  • Ano: 2020
  • Tamanho: 16x23 cm
  • Páginas: 214
  • ISBN: 978-65-5861-316-9
  • eISBN: 978-65-5861-306-0
  • DOI: 10.31012/978-65-5861-306-0

Autor(es):

Organizador(es):

Descrição

Esta obra apresenta uma descrição e uma análise dos diferentes rostos de Cristo expostos em imagens sacras em templos católicas de países de quatro continentes distintos, quais sejam, América, África, Europa e Oriente Médio. É dividida em duas partes principais, a primeira em que os diferentes rostos são descritos, contextualizados em sua origem nas escrituras e analisados a partir das características que possuem. Neste momento, ganham destaque os de Jesus criança, mais presente do que se esperava de início, quer seja de maneira solitária ou no colo de outros personagens, como Santa Maria, São José, Santo Antônio, São Benedito, São Caetano e Santa Rosa de Lima. Ganham importância, ainda, os rostos do Jesus adulto e do Jesus glorioso e transcendente. Com relação aos primeiros, as iconografias presentes são as do enfrentamento dos desafios da vida, as da tragédia, dor e tortura, as da representação do caminho para o calvário, as da crucificação e as do corpo morto. No que tange aos segundos, relativas ao Cristo ressuscitado, às do Menino Jesus de Praga e às do Sagrado Coração de Jesus. A segunda parte do livro é a análise destes rostos em seus diferentes contextos contemporâneos, ganhando concretude em momentos históricos distintos e na realidade de diferentes grupos sociais. Ao mesmo tempo, aborda a sua análise no enfrentamento dos processos de adoecimento e de morte nos cenários de cuidado à saúde, considerando este rosto como um recurso terapêutico que pode ser usado por profissionais de saúde e cuidadores/familiares no cuidado direto a pessoas que estejam nesta situação.