O Trabalho dos Presos e a Privatização das Prisões

Dias
Horas
Minutos
Segundos

R$44,00

O livro aborda as funções desempenhadas pela prisão na sociedade e discute a importância do trabalho dos detentos na dinâmica prisional. Traz para o debate público e acadêmico, de forma crítica, as muitas propostas de privatização das prisões e de participação do setor privado na condução do trabalho dos presos.

Limpar

  • Editora: Brazil Publishing
  • Idioma: Português
  • Ano: 2020
  • Tamanho: 14x21 cm
  • Páginas: 188
  • ISBN: 978-65-5861-236-0
  • eISBN: 978-65-5861-225-4
  • DOI: 10.31012/978-65-5861-225-4

Autor(es):

Organizador(es):

Descrição

Um clássico que merece ser lido! Um documento e referencial bibliográfico indispensável para se pensar prisão, trabalho e privatização.

Na centralidade de seu argumento, a demonstração de que independentemente dos objetivos que possam ser atribuídos ao trabalho realizado pelos presos no interior dos cárceres, ele não deixa de se estruturar com peculiaridades que impõem limites à viabilidade de efetivação dos discursos que buscam legitimar a instituição-prisão.

O livro traça o quadro histórico que serviu de base para a emergência do encarceramento; explicita como os modelos de detenção penal, surgidos no século XIX, tinham diferentes concepções e formas de trabalho; além de discutir as propostas de reforma da prisão e do trabalho penal. Aborda, ainda, tema de extrema atualidade no debate público que é a privatização das prisões.

O livro é uma versão um pouco modificada da Dissertação de Mestrado de Fernando Salla, defendida na USP em 1991. Hoje, reconhecido como um dos principais Cientistas Sociais brasileiros em relação à questão penitenciária, através deste livro nos permite acessar seu pioneirismo na Sociologia das Prisões, bem como a permanente atualidade das suas pesquisas e debates.