PortugueseEnglishSpanishFrench

Reporta-me: livro-reportagem sobre os desafios psicológicos dos jornalistas

R$37,00

Um jornalista vive de contar histórias. E é contraditório que muitas vezes não saiba contar a sua.

Dia após dia, as histórias desses profissionais, submetidos a tamanho estresse, violência psicológica, violência moral e assédio, são represadas – talvez em nome da estabilidade profissional, para preservar a imagem e o nome tão fundamentais a esse ofício. Ou ainda porque parece de fato egoísta falar de si próprio diante de tanto a reportar, de tantos outros dramas humanos e problemas sociais que são a matéria-prima desta profissão.

Mas se lidamos com as palavras e as histórias, sabemos mais do que ninguém do seu poder de transformação. Por isso, este livro é necessário: porque ele revela as histórias por trás da história, sem o glamour de Hollywood. Porque ele apresenta a nós, jornalistas, como personagens reais, em sua vulnerabilidade. Porque ele é um pontapé numa discussão urgente sobre a gentileza e a empatia nas redações – e fora delas. E porque é a partir de uma história bem contada que se pode refletir sobre o passado e transformar o que virá daqui em diante.

Por: Estelita Hass Carazzai

Limpar
ISBN N/A Categoria

informações adicionais

Autor(es) Relacionado(s):

Maria Eduarda Antunes Lazier

Organizador(es):

EDITORA

Brazil Publishing

LINGUAGEM

Português

ANO

2022

PÁGINAS

130

TAMANHO

14x21cm

ISBN - LIVRO DIGITAL

978-65-5861-897-3

DOI

10.31012/978-65-5861-897-3

Descrição

Um jornalista vive de contar histórias. E é contraditório que muitas vezes não saiba contar a sua.

Dia após dia, as histórias desses profissionais, submetidos a tamanho estresse, violência psicológica, violência moral e assédio, são represadas – talvez em nome da estabilidade profissional, para preservar a imagem e o nome tão fundamentais a esse ofício. Ou ainda porque parece de fato egoísta falar de si próprio diante de tanto a reportar, de tantos outros dramas humanos e problemas sociais que são a matéria-prima desta profissão.

Mas se lidamos com as palavras e as histórias, sabemos mais do que ninguém do seu poder de transformação. Por isso, este livro é necessário: porque ele revela as histórias por trás da história, sem o glamour de Hollywood. Porque ele apresenta a nós, jornalistas, como personagens reais, em sua vulnerabilidade. Porque ele é um pontapé numa discussão urgente sobre a gentileza e a empatia nas redações – e fora delas. E porque é a partir de uma história bem contada que se pode refletir sobre o passado e transformar o que virá daqui em diante.

Por: Estelita Hass Carazzai