Verso e reverso da modernidade: a modernização em Alfenas na primeira república

A partir de R$29,00

Nesse livro pretendo mostrar como o processo histórico que impulsionou a modernização, do tipo conservadora, já observado em alguns grandes centros brasileiros, também ocorreu no interior do país, usando como exemplo o município de Alfenas, localizado no sul de Minas Gerais, na época da Primeira República.

Limpar

  • Editora: Brazil Publishing
  • Idioma: Português
  • Ano: 2019
  • Tamanho: 14x21 cm
  • Páginas: 216
  • ISBN: 978-65-5016-228-3
  • eISBN: 978-65-5016-229-0
  • DOI: 10.31012/978-65-5016-229-0

Autor(es):

Organizador(es):

Descrição

A modernização foi impulsionada onde havia uma economia dinâmica, cujos agentes souberam expandir a produção e diversificar investimentos, e uma elite política, sintonizada com os ideais de progresso em voga nos grandes centros do capitalismo internacional, que se empenhou, com base neles, para promover reformas infraestruturais e incentivos econômicos em seus municípios, como em Alfenas durante a Primeira República, quando o país e a América Latina, de um modo geral, adequavam suas configurações econômicas às novas tendências estruturais da economia mundial. No processo dessa adequação, as frações de elites nele empenhadas, seguindo o padrão nacional, promoveram algumas transformações, que modificaram a paisagem urbana e alguns comportamentos de seus habitantes sem, no entanto, alterar as estruturas sociais e, consequentemente, as condições de vida de grande parte da população, que ficou às margens da modernidade, a qual, dessa forma, pode ser observada, no seu verso e reverso, quer dizer, em suas glórias e tragédias, entre risos e lágrimas, enfim, em suas contradições.